terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Jabez não mudou seu nome, mais sua história!


I Crônicas 4: 9,10, 34 e 38

"Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! Tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido... Estes, registrados por seus nomes, foram príncipes nas suas famílias... e as famílias de seus pais se multiplicaram abundantemente".

Geralmente ouço pessoas que dizem, “eu li a bíblia toda”, porém no mesmo instante que me alegro ao ouvir essa afirmação, desanimo [rs] porque pessoa diz “só não li o livro de Crônicas”. Logo não leu toda!

Afirmação uma só, livro é um imbróglio de gerações mostrando suas raízes ou suas árvores genealógicas. Esse desprezo em estudarmos as origens das pessoas é motivo pelo qual desprezamos a história das pessoas. Porque quando não conhecemos as origens, logo não saberemos respeitar o histórico das pessoas, isso trás na minha memória um fato onde o Egito levantou um rei que não conhecia a José. Que desastre, porque se soubesse pensaria bem antes de massacrar seu povo e sua história.

A história em apreço vem envolta a uma série de elementos fortíssimos, que podem também fazer parte de sua história.

-Dor, sentença, fatalidade, amargura, limitações.
-Esperança, auto superação, confiança, milagre.

Uma mãe tem vários filhos, cada um com suas histórias e emoções. Nasce um dentre esses filhos, que no seu parto causa-lhe muitas dores, desejo de morte, talvez até mesmo uma depressão pós-parto.

Essa mãe na agonia, na falta de senso pos o nome do menino de Jabez (dor). Pois era sua memória amarga, seu símbolo de dor, “persona non grata”, “aquele que se eu soubesse não teria”, “se arrependimento matasse estava morta”.

Sendo esse o quadro real de sua vida, desde o nascimento rotulado como causador de grande aflição, Jabez poderia assumir para si as opções lógicas:

1- Se amargurar pelo seu nascimento;
2- Aceitar que era um elemento problema;
3- Ser o menino bomba;
4- Desempenhar papel da história escrita.

Mais Jabez teve atitudes nobres que ninguém esperava:


1- Criou consciência sobre si mesmo.

Quando sua vida é sinalizada e percebida pelos outros, pouco você saberá de si mesmo, verdade uma só, ou você desempenha a história que escrevem a seu respeito, ou você escreva sua própria história. Deus não lhe fez por acaso. Você é um projeto santo do Senhor. (Sl. 139:13,14 / Jr. 1:4,5). Rompa esse jugo imposto pelos outros, não vista essas indumentárias da fatalidade e da morte, Ele criou você para louvor e gloria de Seu nome.


2- Saiu dos termos estabelecidos.

Quando Canaã foi colonizada pelos israelitas, cada família recebeu uma herança inicial de terras. Os limites geralmente eram territórios ocupados por outros povos. Cabia a cada herdeiro ampliar suas fronteiras, alguns se contentavam apenas com o que receberam mesmo que não fosse suficiente para as suas famílias. Jabez rompeu a linha imposta, pois não sabia viver em cubículo, no estreito como dizem evangélicos. Sendo assim:

-Não aceite ilha pequena que lhe deram, amplie seus horizontes;
-Com Deus grande, não se pode pensar pequeno;
-Aonde sua mão não alcança, Ele ajudara a alcançar.
.
3- Fez a concessão correta.

-Quando não puder contar com uma mãozinha de alguém, conte com a mão poderosa de Deus;
-Não feche concessão com gente errada, pode desgraçar sua vida;
-Na vida nem todos vibram com as nossas conquistas, saiba com quem compartilhar suas vitórias;
-Melhor é contar com mão de Deus. “Com Tua mão segura bem a minha, pois eu tão fraco sou, ó Salvador, que não me atrevo a dar nenhum só passo sem Teu amparo, meu Jesus, Senhor” (Is. 59:1).
.
4- Blindou-se contra mal.

-Tenha percepção que o mal existe, e pessoas maldosas também.
-Nossos maiores inimigos muitas vezes estão dentro de nossas casas, seja na família ou na comunidade. Mais lembre, Jesus orando ao Pai disse: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal” (Jo. 17:15);
-Que Senhor nos blinde de todo mal, inimigos declarados ou ocultos.
-“Mal nenhum te sucedera, praga nenhuma chegará à sua tenda” (Sl.91:10).
.
5- Assumiu sua posição de príncipe.

De um coitado e problemático aos olhos dos outros; Jabez se torna príncipe, pois ele não aciona a bomba que programaram para ele explodir; ele ora, e Deus ouve sua oração, atende seu desejo, de ser mais do que o menos que lhe postularam.


Observe apenas que: Jabez orou, Deus o ouviu. Mais ele pediu o que precisava, e Deus lhe pos como príncipe na sua família.
Quando você pede o que não precisa, Deus não pode te ajudar!!


Espero que essa reflexão lhe ajude, que Deus te abençoe!!

12 de Janeiro, em minha sala, às 23:00 horas

Coração aberto no Evangelho!

4 comentários:

Anônimo disse...

q benção pastor!
q 2010 os jabes da vida venham romper fronteiras impostas pelo inimigo...
grande abraço

Jéssica Luísa disse...

Meu nome e vera regina bilhalva figueira estava horando pedindo a direcao de deus numa cituacao dificil e ai abri abiblia na historia de jabez e ai fui na internet procurar augo sobre a historia e ai caiu nessa historia linda que o pastor daniel pedroso so veio alegra mais o meu coracao pois nao o conheco mais jesus o conhece e foi bençao de deus... Vera gravatai Riu Grande do Sul
,51.6

Pr. Elias Ribas disse...

PARABÉNS PR. DANIEL, MARAVILHOSA MENSAGEM!
QUE O ETERNO ABENÇOE GRANDEMENTE SEU MINSITÉRIO!
SHALOM!

Pr. Elias Ribas disse...

PARABÉNS PR. DANIEL, MARAVILHOSA MENSAGEM!
QUE O ETERNO ABENÇOE GRANDEMENTE SEU MINSITÉRIO!
SHALOM!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...